A palavra de ordem é SEGURANÇA

In Búzios, Noticia_marcante por Eva LartigueDeixe um comentário

Na última terça-feira (16) aconteceu na 127ª Delegacia de Polícia (DP – Búzios) a inauguração do Núcleo de Atendimento ao Turista Estrangeiro (NATE), que tem como objetivo melhorar o atendimento aos turistas que visitam a cidade.  Na solenidade de inauguração do núcleo, que atenderá prioritariamente as demandas do balneário, estiveram presentes a chefe de Polícia Civil, Dra. Marta Rocha, o secretário de segurança pública, José Mariano Beltrame, o juiz da comarca de Búzios, Dr. Marcelo Vilas, e o prefeito da cidade, André Granado.  O discurso de abertura foi realizado pelo delegado da 127ª DP, Marcelo Cunha Vieira: “É motivo de grande orgulho estar neste cargo presenciando a criação deste núcleo que tanto beneficiará o turista que vem a Búzios. Visando atender a este especificidade local, ganha toda a cidade”, disse.

O NATE é composto por servidores com proficiência em diversos idiomas, a principio haverá atendimento em inglês e espanhol,  já que dados do Instituto Brasileiro de Turismo (EMBRATUR)  revelam que Búzios  recebe cerca de  um milhão de turistas vindos de todas as partes do mundo em períodos de alta temporada. Segundo dados da delegacia da cidade, entre dezembro e fevereiro, 50% dos atendimentos na unidade são a turistas e, desta parcela, 30% são ocorrências somente com turistas estrangeiros.

O ponto central da inauguração foi o momento em que a chefe de Polícia Civil, o secretário de segurança pública do Estado do Rio de Janeiro, o juiz da comarca de Búzios e o prefeito da cidade tiveram a palavra.


Marta Rocha

A chefe de Polícia Civil, Dra. Marta Rocha foi a primeira a falar, mas ao final concedeu uma pequena entrevista ao Perú e  disse que o atendimento ao turista vítima de ação criminosa deve ser privilegiado, “ele (o turista) vem para o lazer, para descansar e acaba sendo lesado de diversas formas. A polícia deve, através de todas as forças de segurança, buscar o melhor atendimento para o turista”, disse a principal autoridade da Polícia Civil no estado do Rio. Marta Rocha ainda falou sobre a importância de pessoas preparadas para o atendimento ao turista estrangeiro, “O fato de termos aqui policiais preparados que tenham proficiência em idiomas vai melhorar a qualidade do atendimento a esse público. A delegacia deve estar pronta para atender toda e qualquer ação, tanto para o cidadão de Búzios como também o turista, seja nacional ou estrangeiro”, disse e teceu elogios a cidade: “Essa cidade é linda, é encantadora. Está na memória afetiva de tantas pessoas. Temos que cuidar bem dessa cidade, todo mundo que vem passear em Búzios leva boas lembranças e isso é mérito da cidade e do povo daqui”. Perguntada se conhecia o jornal disse: “Perú Molhado? Claro. É famoso.”


Beltrame

O secretário de segurança, Beltrame, era talvez a presença mais esperada da solenidade e fez um discurso breve e direto: “Segurança pública é uma questão que angustia, não só nas grandes capitais, mas também no interior. Gostaria de dizer que os senhores estão muito bem representados, porque no que diz respeito às demandas de segurança pública, vocês têm um prefeito e um poder legislativo que incomodam muito nossa secretaria, desempenhando muito bem o papel que o Poder Público deve ter. Por isso, fiquem tranquilos, pois a segurança em Búzios está entre as prioridades da gestão municipal, prova é este momento que está acontecendo hoje”, afirmou o Secretário, complementando: “Temos um ‘Calcanhar de Aquiles’ no Estado do Rio de Janeiro que é o déficit de efetivo. Mas nós conseguimos criar um sistema onde mensalmente entram cerca de 400 policiais na academia e dali á seis meses saem para as ruas. E esse movimento não para mais. As escolas policiais hoje no Rio de Janeiro estão cumprindo sua função. Isso é um ciclo que já está montado e está produzindo esses policiais. Todos entendem que não se faz um policial em um dia.  Mas hoje há uma política de formação de policiais que antes o estado não tinha. Terminadas as etapas das Unidade de Polícia Pacificadora  (UPP) no Rio de Janeiro, todos esses policiais estarão completando os batalhões do estado. Porque temos batalhões com áreas imensas de cobertura e nosso próximo passo é diminuir essas áreas”.

Beltrame ainda relembrou que a questão da segurança pública tem de ser uma preocupação acima de tudo de gestão, “As pessoas se acostumaram aos longos dos anos que segurança pública é polícia, viatura e armas. Nunca se pensou em gerir segurança pública, até porque existe uma historia constitucional em que se  atrelava as ações de segurança pública a algo militar ou paramilitar. Você pode ter mil policiais em Búzios, mas se não houver uma gestão não adianta. A atividade policial é baseada em dois pilares: atividade de balcão e investigação”, concluiu e sobre Búzios disse: “Búzios tem seu espaço dentro de nossos projetos por tudo que ela significa para o estado”.


Dr. Marcelo Vilas

O Juiz da comarca de Búzios, Dr. Marcelo Vilas, contou a impressão que o secretário de segurança pública deixou nele quando ainda era delegado, “Conheci o Dr. Beltrame quando fui juiz da 2ª Vara criminal da Ilha do Governador e o Dr. Beltrame veio, como suporte, era ainda delegado federal e fez ali um excelente trabalho, uma grande investigação que seria a origem do projeto das UPPs”, e também falou sobre gestão:” Gestão é o que está acontecendo hoje em Búzios, que é a troca de informações entre os poderes. Aqui os poderes se comunicam. Quando o Dr. Marcelo Cunha (delegado) vem com um inquérito de um caso grave tem toda nossa atenção. É isso que redunda em uma grande gestão, essa capacidade dos membros dos poderes conseguirem trocar informações. Porque segurança pública é dever de todos. Não é somente das forças de segurança, como diz a constituição, mas do Poder Judiciário, do Poder Executivo, do Poder Legislativo e da população. Búzios é uma cidade muito importante não só para o estado do Rio de Janeiro, mas de todo o Brasil”, disse entusiasmado.


André Granado 

A palavra final ficou a cargo do prefeito André Granado que falou sobre a satisfação em receber o novo serviço no município, “Hoje é um dia de muita alegria e de muita satisfação. Poder estar participando de um evento desses  como prefeito me entusiasma. A última vez em que estive com o Secretário (Beltrame), eu pedi por melhorias, porque se é para a cidade, eu peço mesmo. Quando estive com a chefe de polícia Marta Rocha, ainda como prefeito eleito, ela me disse que Búzios era uma perola. É verdade, mas nós que moramos nessa cidade temos que passar a tratar nossa cidade como perola” , e chamou  todos a responsabilidade com a segurança ressaltando a importância da parceria entre prefeitura e governo do estado: “ Segurança não é uma preocupação somente do comandante da Polícia Militar ou do delegado, é de todos. É uma  mudança de mentalidade. Todos querem mudança, mas poucos querem mudar. Principalmente  quando  pra mudar tem de abrir mão de alguma interesse. Minha gestão é a quebra de um modelo político ultrapassado. Eu sou prefeito mas não perdi minha capacidade de critica, o governo não está perfeito, não está bom ainda. Mas acredito na parceria com o estado e estamos trabalhando. Vamos restaurar essa cidade”, afirmou.

Também estiveram presentes á solenidade de inauguração diversas autoridades estaduais e municipais, dentre elas o Vice-Prefeito, Carlos Alberto Muniz; a Assessora de Planejamento da Polícia Civil, Gisele Vilarinho; o Diretor Geral de Polícia do Interior, José Renato Chernicharo, e o Diretor de Policiamento de Área, Daniel Bandeira, além de delegados titulares da Região dos Lagos, representantes da Polícia Militar e secretários e coordenadores municipais.

Deixe um Comentário