Búzios e seus campeões das águas

In Brasil, Búzios, Esportes por Eva LartigueDeixe um comentário

Kakado, Albert e Marcos, os homens de branco na redação do Perú

Kakado, Albert e Marcos, os homens de branco na redação do Perú

Aconteceu na Baía de Guanabara, 4 e 11 de janeiro, a disputa da Copa Brasil de Vela. O evento, organizado pela CBVela e pela Prefeitura de Niterói, foi válido como Campeonato Brasileiro de Classes Olímpicas e reuniu ainda as classes Finn, Laser Radial, Laser Standard, 49er, 49er FX, 470 masculino e feminino e Nacra 17.
Búzios abocanhou as duas melhores colocações, o 1º lugar para Bimba e o 2º para Albert, que esteve na redação do Perú.

Talento e superação
“Fiquei em segundo, atrás do Bimba. Treinamos muito, eu, Bimba e uma galera, e antes de ir para a competição meu equipamento se destruiu todo, fiquei só com a prancha. O mastro peguei com Bimba e a vela era de outro cara. No primeiro dia foi complicado, não consegui velejar direito, qualquer mudança faz muita diferença. Nas duas primeiras baterias não foi o que esperava, pelo que eu treinei esperava um desempenho melhor. No segundo dia deixei tudo regulado de um dia para o outro e então o Bimba ganhou a frente e eu fui seguindo atrás e me sai bem melhor, mesmo forçando muito porque estava com um equipamento ruim, fiquei em segundo. O terceiro lugar ficou para um cara do Espírito Santo”.

Baía de Guanabara
“Competir na Baía de Guanabara é sempre muito difícil, porque tem muita corrente e muita sujeira. Você pode estar muito bem mas se agarrar um lixo na quilha já diminui a velocidade. Se será bom para o Brasil competir na Baía de Guanabara? Serei mais realista; se não chover dará para ter regata, mas se chover será uma vergonha mundial mesmo. A Baía de Guanabara é muito bonita, mas realmente a sujeira atrapalha e não é porque moro em Búzios mas aqui seria muito melhor. Até se a Baía de Guanabara estiver transparente aqui é melhor pelas condições de vento e corrente”.

Manguinhos
“Em Manguinhos depois daquela chuva, em relação a poluição, a situação piorou bastante também. Eu nunca tinha visto a água tão preta e o cheiro era horrível. As condições de velejo são as melhores, mas a poluição realmente é ruim para Búzios”.

Sonho
“Nas olimpíadas vou competir no Wind surf. Sonho ser um dia ser um dos melhores do mundo, estou treinando muito para isso. Quero ser um dia o melhor do Brasil. Respeito muito o Bimba, porque o cara é bom, sua história é um inspiração. Mas não posso deixar de ter o meu sonho de ser o melhor do mundo. Ele é um cara em que me espelho.

Apoio
“Tenho apoio do Governo Federal e Municipal. Tenho de agradecer a Secretaria de Esportes; o Kakado, o Anderson (o treino dele fez a diferença na última disputa, porque meu equipamento era inferior), o vereador Gugu de Nair e o vereador Jeferson também. Nessa competição, em especial, não posso deixar de agradecer a minha namorada também. Porque chegamos lá e não tínhamos onde ficar e a federação não deixou dormir na praia, então ela acolheu todos nós (cerca de cinco pessoas) no apartamento dela”.

Importância da Copa Brasil
“Essa competição é importante porque define a equipe olímpica e o ranking nacional”.

Deixe um Comentário