centronsp-135

Búzios precisa mudar de verdade

In Brasil, Búzios, Turismo por Eva LartigueDeixe um comentário

Da Redação

É preciso andar de mãos dadas e defender nossa única bandeira, a cidade de Búzios.

DSC_1462Entre elogios e críticas, chegamos ao fim de mais uma temporada e já nos aproximamos da melhor temporada que é a nossa baixa. Apesar do clima agradável, custo benefício ideal para todos os bolsos e gostos, melhor qualidade de vida para os moradores e visitantes, esse período vem assustando empresários e comerciantes da cidade há anos, ainda mais com a crise econômica que atualmente assola o país. Essa preocupação se deve a queda brusca de visitantes neste período do ano, mas é justamente em momentos de dificuldades que órgãos públicos, comunidade local, entidades de classes e empresários, devem colocar em prática a sua criatividade.

Búzios não pode ser apenas um destino de sol e praia, isso é fato. O povo receptivo, as cores vivas da cidade, uma das principais raias náuticas do mundo, trilhas, colinas, estrutura para congressos e eventos, casamentos, e diversidades culturais e biológicas transformam a cidade em um grande potencial turístico e seu maior diferencial é não precisar da intervenção humana para encantar a quem a desbrava. Entretanto, as redes de hotéis e pousadas, restaurantes, lojas e serviços agregam ainda mais valor a esse espetáculo, aliando conforto e requinte.

A associação Búzios Convention&Visitors Bureau (BCVB), principal escritório que promove a vinda de vários seguimentos turísticos para o destino, já coloca em prática seu planejamento visando à melhor temporada. A entidade vem trabalhando há algum tempo em tecnologia e inovação, visando estimular a vinda de possíveis visitantes potenciais, em um período em que os empresários da cidade passam dificuldades. Falando sobre o BCVB, a associação está empenhada em apresentar a cidade projetos como o MAPA INTERATIVO e MOTOR DE RESERVAS, ambas as ferramentas facilitarão a vida de turistas que buscam comprar hospedagem e serviços pela internet, que é uma das principais indústrias de vendas na atualidade (saiba mais no box ao lado).

É dentro dessa proposta que conversamos com o diretor executivo do BCVB, Cristiano Marques, para receber dele, mais profundamente, uma visão comercial do turismo e ainda aproveitamos para fazer a ele, como homem público, algumas perguntas mais pertinentes ao turismo e a políticas públicas na cidade.

A expectativa era de um verão maior que dos últimos anos, qual o balanço que você faz da alta temporada este ano?

Para mim a cidade recebeu um ótimo movimento no início da temporada e os meses de dezembro e janeiro superaram as expectativas. Já em fevereiro, principalmente no Carnaval, o público que recebemos não foi dos melhores. Mesmo assim, alguns setores trabalharam bem. É importante lembrar que o período de carnaval muitas vezes é caracterizado pela inversão das normas aceitas pela sociedade, sendo que alguns comportamentos são tolerados só durante esta época de festa. Em sentido figurado a palavra Carnaval pode significar folia ou confusão.

Já faz algum tempo que escutamos muitas reclamações do público que tem frequentado a cidade. Um público que, segundo alguns setores, não movimenta satisfatoriamente a economia local.  Em sua opinião, quais fatores estão envolvidos nessa questão? 

São muitos fatores; primeiro o dinheiro mudou de mãos, hoje as classes C e D estão em evidência, depois o problema de infraestrutura geral; trânsito caótico, insegurança, e mesmo que esse turista com alto poder aquisitivo chegue à Búzios, ele encontra uma série de problemas; péssimo atendimento, serviço precário, esgoto lançado nas ruas e praias, cheiro de cocô, abordagem e cobrança equivocada da empresa de estacionamento, enfim, muitos fatores e tudo isso assusta o turista que queremos. Indo mais além, com a globalização, a indústria do turismo ficou muito competitiva e hoje em dia o consumidor final encontra muitas ofertas e serviços lançados no mercado, por isso estamos no Convention Bureau inovando com ações diferenciadas, e assim, tentando atrair uma boa fatia de visitantes. Principalmente os de qualidade.

E quais são essas inovações?

O objetivo do Búzios Convention é focar em tecnologia e ações pontuais, diminuindo a participação em feiras de turismo e focando mais em publicidade visando o público final, através de veículos de comunicação de grande circulação e visibilidade,principalmente na internet. Com isso vamos atingir o mercado, seguimento e público que queremos para nossa cidade. Estamos dando continuidade na captação de congressos, eventos e casamentos. Em maio acontecerá em Búzios, no hotel Atlântico, através do BCVB, uma convenção do Rotary Club que trará mais de 2000 pessoas em apenas um final de semana e eventos como esse movimentam pousadas, restaurantes, lojas, escunas, táxis e geram empregos para o povo buziano. Búzios já demonstrou que não é só um destino de sol e praia, muito pelo contrário, somos uma cidade resort que oferece tudo que o visitante busca e precisamos tirar proveito disso.

Pode falar mais especificamente dessa novidade tecnológica?

A novidade sem dúvida alguma está na tecnologia que estamos implantando em nosso site; o motor de reservas, que facilitará a vida dos nossos clientes onde poderão comprar os hotéis e pousadas diretamente no site do Bureau. A outra ferramenta é o mapa interativo de vantagens, uma espécie de passaporte onde o morador e visitante poderá montar o seu próprio roteiro, obterem informações da cidade, calendário de eventos, descontos especiais e outros benefícios anunciados no mesmo, fazendo com que movimente muitos setores. O interessante do mapa interativo é que ele é da cidade e queremos andar de mãos dadas com todos por um só objetivo, a cidade de Búzios. Os estabelecimentos não precisam estar associados ao Bureau, basta adquirir um pacote de serviço. O mapa pode ser baixado em celulares, smartphones, tabletes e desktop. Maiores informações com Suelen e Aline no 2623-3260

Cristiano, o Perú não poderia deixar de aproveitar a oportunidade e perguntar o que todo mundo quer saber: Você é pré-candidato a vereador em 2016?

Isso é legítimo e venho me preparando há anos para essa possível migração, mas isso só acontecerá se o povo de Búzios aceitar o meu nome. Além de levantar a bandeira do turismo que é a nossa principal economia gerando muitos empregos para o nosso povo, poderei representa-los dignamente como é a obrigação de um vereador. Oficialmente nenhum parlamentar levantou a bandeira do turismo até hoje e não há um representante que pense de verdade na cidade, nos bairros, principalmente os que precisam de mais assistência.É visível o descontentamento do povo com a câmara municipal, na qual se parece mais com a crise hídrica que o país vive, ou seja, chegou ao “nível morto”. Nossa cidade continua maltratada e chegou a hora da mudança de verdade.

Gostaria de finalizar a entrevista com algum comentário?

Sim, vamos refletir sobre quem votamos na ultima eleição? Se esse vereador nos representa de verdade? Como está a atuação dele na câmara? Muitos deles dizem estar defendendo os interesses do povo, mas na verdade estão defendendo os seus próprios interesses e agora retornam novamente para pedir o seu voto. Pense nisso, analise o passado, presente e faça uma projeção do futuro dele. Reflita!

Deixe um Comentário