O 1º Torneio de Gamão do Perú será um sucesso!

In 33 anos do Perú Molhado, Agenda, Búzios, Esportes por Eva LartigueDeixe um comentário

DSC03676Da redação

Manoel Cid, natural do Rio de Janeiro e morador de Cabo Frio, é uma referência no *gamão em nossa região e em todo o Rio de Janeiro, “já fiz em torno de 800 torneiros, tenho 24 anos de gamão”, disse ao Perú enquanto organizávamos, junto ao nosso amigo Otto do Restaurante Barceloneta, os últimos preparativos para o 1º Torneio de Gamão do Perú Molhado! O torneio será mais uma das atividades que acorrem durante todo o dia 22 de fevereiro, em comemoração aos 33 anos do jornal, em Búzios.

Manoel está entusiasmado, lembra que Búzios tem uma longa tradição em ter jogadores e torneios de gamão desde a muito tempo: “Eu mesmo já tinha realizado vários aqui e de repente houve um hiato. Mas está voltando com toda a força. Há cerca de quatro anos, só para se ter uma ideia, realizávamos uma reunião de jogadores de gamão todas as terças na Pizzaria Maçaroca e dava semanalmente de 10 a 12 jogadores sempre”.

Sobre sua expectativa em relação ao torneio realizado pelo Perú, com apoio do Barceloneta, é positivo: “A ideia do Perú é muito boa, a de retomar esses torneios. Já deu certo!”.

Há uma organização dos jogadores de gamão da região?
Existiam grupos de jogadores e aficionados pelo gamão em todo o Rio e eu consegui unificar todos esses grupos. Montei uma Associação com 2000 pessoas cadastradas no Brasil e todos recebem minhas notícias de tudo que está acontecendo pelo Brasil á fora relacionado ao gamão.

As origens remontam ao Oriente Médio? É um jogo difícil?
Sim. No Oriente se joga muito gamão. Em Israel há diversos campões mundiais. Sobre a facilidade do jogo, posso te dizer que em cinco minutos você aprende a jogar (é mais fácil que dama) mas leva uma vida inteira se aprimorando.

O Brasil tem campeões mundiais? Por quais meios se classifica que uma pessoa é campeão mundial de gamão?
O Ary em São Paulo foi campeão mundial em Monte Carlo, são os campeonatos de lá e de Las Vegas que definem os campeões mundiais. Aqui em Búzios fiz muitos eventos com o Mário do Michou e com David Shalom, que é considerado top.

E há uma profissionalização do jogo como há no xadrez?
Profissionalização é quando a pessoa ganha dinheiro. No xadrez o campeão brasileiro recebeu R$500 de prêmio, o dinheiro mesmo vem de patrocinadores. No gamão ainda não é assim. Mas temos a classificação de iniciantes, intermediários e máster. Mas no gamão ele tem uma alternativa que toda partida vale uma ponto e tem um dado lateral e esse dado vai dobrando a aposta (dado de dobre) e vai aumentando a aposta.

E como será o torneio do Perú?
Temos o limite do horário, porque outras atividades estarão acontecendo no dia 22 em comemoração dos 33 anos do jornal. Mas começaremos as 15h e faremos uma chave de 32 jogadores, sendo que com dupla derrota: Quem perder terá direito a uma outra vaga nesta mesma chave desde que esteja disponível. Acredito que terá uma frequência limitada porque será mesmo para o pessoal de Búzios. Mas quem de fora ler a notícia com certeza virá e no próximo ano terá de ser reservado um espaço de horário maior.
O primeiro e segundo colocado leva o troféu e o prêmio em dinheiro. Como tenho experiência sei que haverá uma acordo entre os jogadores e os quatro finalistas dividirão o dinheiro e continuarão jogando só para ver quem é o ganhador (risos).

* O gamão é considerado o mestre dos jogos de tabuleiro, o registro mais antigo remonta a 5 mil anos atrás (mais antigo que o xadrez que teria apenas 2 mil anos). A origem do jogo não é precisa, mas sabe-se que já era jogado na antiga mesopotâmia, na região onde hoje é o Iraque. mas há registros do jogo em todo o mundo. Em alguns países é chamado de “tric trac” (uma anomatopeia simulando o som das peças), há países em que é chamado também de batalha naval, os ingleses chamam de Back-Gammon.

 

Comunicado aos participantes

A Goldenpoint e Restaurante La Barceloneta agradecem sua presença no Torneio de Gamão em homenagem aos 33 anos do Jornal O Perú Molhado

Prestigiando Búzios,RJ, mais uma vez, como capital regional do Gamão. Estamos resgatando uma antiga tradição da cidade.

Condição
-Forma de disputa: chave de 32 jogadores
-Preço:inscrição R$100,00 na redação do Perú ( 22 2623-1422) ou no dia do torneio no local. O jogador perdedor terá direito a mais uma vaga gratuita na chave caso tenha disponível.

Programação
-Dia:sábado, 22 de fevereiro de 2014
-Hora: 15:00Hs. Inicio dos jogos
-Local: Rua Cezar Augusto São Luiz, 177 – Centro de Búzios (Restaurante Barceloneta)

Premiação
-Troféu 1º colocado e 80% do valor das inscrições p/1º e 2º colocados (20% p/Goldenpoint).

Mais Informações
Tel: 22 2623-1422 ou pelo e-mail operumolhado@gmail e também no Restaurante Barceloneta.

Deixe um Comentário