Traíra

In Búzios, Cabo Frio, Noticias, Rio de Janeiro por Eva LartigueDeixe um comentário

Por Fábio Emecê

fotos_852_O traTemos desejos, anseios e vontades. Bastante dos 3 quando somos inquietos. Somos da geração que não tomamos ritalina quando crianças, apenas varas de marmelo e correlatos. Ai, o sonho e inquietude para alguns não acabou e eis que vivemos propondo um monte de coisa pro mundo.

Quando propomos um monte de coisa pro mundo, nossa, o bagulho fica doido, pois quem propõe quer ver a parada acontecer e geralmente acontece. Boom. As coisas tomam forma e você sabe, né, as coisas saem do lugar comum e o que era considerado imutável, não é mais.

Isso chama atenção e bastante pessoas se achegam, absorvem e querem tirar uma casquinha das proposições. Só não percebem o óbvio, sem atuar não tem como tirar casquinha nenhuma, pois o que é proposto depende basicamente da ação dos envolvidos. Olhar, dar tapa nas costas e associar o nome não te dá referendo de nada.

thumbAí ficam, ficam, começam a perceber que não vão ter vantagens, vai se fingindo de amigo e pow, traíragem. Alia-se a pessoas que não desejam ver as coisas saírem do lugar comum e te traem, na maior cara dura.

Ainda ficam do seu lado, como, fingindo que nada acontece, falando amenidades e tal, só que não dá né, traíras tem boca grande e falam mais do que podem. Bom para quem sabe ler as entrelinhas. Texto, co-texto, quem sabe tá em casa e se previne.

Melhor, deixa o traíra achar que tá com poder, que você faz questão do espaço e faz qualquer coisa para tê-lo. Bom, quem quer é o traíra e dá-lo, mesmo que seja de mentirinha, enche o ego dele de tal modo, que ele abre o bocão, pronto para abocanhar o prêmio e necas de pitiriba.

Gosto de traíra assado na brasa. Peixe de água doce, tem muito no Rio Paraíba do Sul. Gosto de traíra quebrando o pescoço tentando entender o processo, enquanto a gente despacha e as coisas acontecem, muitas das vezes sem eles terem a dimensão da ação. Traíra assado, quebrando o pescoço e de boca grande.

Traíra, se ligue. Tô de olho. Bem ligado, muito bem ligado, sua casa caiu, faz tempo…

Fábio é professor, superintendente de igualdade racial em Cabo Frio e Mc 

Deixe um Comentário