Um dia após o choque de ordem, voltaram a colocar redes na Praia do Forno

In Búzios, Noticia_pequeno, Noticia_secundario por Eva LartigueDeixe um comentário

O choque de ordem realizado pela guarda ambiental  na Praia do Forno devolveu a orla e a  água aos banhistas e famílias, mas  na  noite posterior a ação  homens não identificados estiveram no local colocando redes novamente. “  Isso é uma situação que se arrasta  há anos. Barcos de fora do município vem aqui em época de defeso e  ancoram aqui na Praia do Forno para pescar. Fazem um zona danada e ainda estão desrespeitando a lei pescando em um período proibido para a pesca. Há dois anos atrás estive com o Chita e denunciei com fotos. Nada foi feito”, disse Fátima, moradora da Praia do Forno, que também nos falou sobre outras situações relacionadas a praia.

Perguntada se gostou da mudança disse: “ Se a mudança é para o bem acho maravilhosa. A praia está mais limpa e as criança podem brincar.  As famílias voltaram. Antes era muito sujo, muito lixo. Haviam muitas barracas ilegais e vendedores ambulantes”.

Relacionada as acusações de ser truculento e cometer abuso de autoridade  a que o funcionário público Marcel Morel foi alvo recentemente diz: “ Eu já vi e presenciei, como guarda-parque voluntário, e nunca vi ele destratando ninguém. Ele é um funcionário,  recebe ordens, ele é subordinado a alguém, está fazendo o trabalho dele dentro da lei.  Alguém dá a ordem e ele  acata. As pessoas não entendem isso. É difícil as pessoas entenderam, porque aqui todo mundo é parente de todo mundo e sempre tem aquele papo de  ‘ o prefeito é meu amigo’, ‘sei lá quem é meu amigo’, ‘sou parente de fulano’. Mas o prefeito também quer botar ordem na casa.  A Praia é linda, maravilhosa e não tem de ter esse entra e sai danado que era antes. Realmente voltou a ser um cartão postal”.

Fátima também fala da cena mais recente que presenciou na Praia do Forno, “ um dia depois da limpeza ocorrida aqui eu estava chegando do trabalho de madrugada e tinham 20 poucos carros aqui, todos de fora da cidade. Já tinham colocado rede na água mas  começou a ventar e levantaram e foram embora pela mudança do tempo. Mas todos eles tinham rede, barcos e salva vidas. Aqui é escuro, não tem  ninguém a noite então eles estava tranquilos, faziam tudo como se fosse normal”, contou.

Deixe um Comentário